Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Obama: Reforma da saúde precisará de ajustes para cortar custos

O presidente Barack Obama disse nesta segunda-feira que a reforma do sistema de saúde dos Estados Unidos é um "primeiro passo crítico", mas que ajustes serão necessários na nova lei para reduzir mais custos.

REUTERS

29 de março de 2010 | 20h32

Críticos da reforma de 940 bilhões de dólares reclamam que a reforma não avança o suficiente na redução dos custos com a saúde.

Obama, em entrevista à NBC News a ser transmitida na terça-feira, afirmou que ajustes à lei serão necessários.

"Acredito que é um primeiro passo crítico para fazer um sistema de saúde que funcione para todos os norte-americanos. Não vai ser a coisa única. Ainda teremos ajustes que vão ter que ser feitos para reduzir mais custos", disse ele.

Obama vai assinar um pacote com mudanças finais para a nova lei na terça-feira em Alexandria, Virginia.

(Reportagem de Steve Holland)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAOBAMASAUDE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.