Obama se diz 'preocupado' com violência no mundo árabe

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu na sexta-feira aos governos do Barein, da Líbia e do Iêmen que ajam com moderação diante das manifestações que vêm ocorrendo nesses países.

REUTERS

18 de fevereiro de 2011 | 16h58

"Estou profundamente preocupado com os relatos de violência no Barein, na Líbia e no Iêmen. Os Estados Unidos condenam o uso da violência por parte de manifestantes pacíficos nesses países, e onde quer que eles ocorram", disse o presidente em nota lida a jornalistas por seu porta-voz, Jay Carney.

"Os Estados Unidos pedem aos governos do Barein, da Líbia e do Iêmen que demonstrem moderação ao responderem a protestos pacíficos, e que respeitem os direitos do seu povo", disse Obama.

(Reportagem de Matt Spetalnick)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAOBAMAARABE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.