Obama se diz triste com prisão de governador democrata

O presidente eleito dos EUA, Barack Obama, disse na terça-feira estar triste com a prisão por envolvimento em um caso de corrupção do governador democrata do Illinois, Rod Blagojevich, e afirmou desconhecer as tentativas do governador de vender a vaga do Senado que Obama ocupava até ser eleito presidente, em novembro. Blagojevich foi preso na terça-feira. Pela lei dos EUA, cabe a ele indicar um novo ocupante para o Senado em caso de renúncia do titular - e ele estaria pedindo dinheiro a interessados. Em entrevista coletiva após reunião com o ex-vice-presidente Al Gore, Obama disse estar "entristecido e circunspecto" com o caso. Ele disse que nem Blagojevich nem seus assessores o procuraram para falar da vaga no Senado. "Eu não tive contato com o governador ou seu gabinete, e não fiquei ciente do que estava acontecendo. Mas como eu disse, é um dia triste para Illinois. Não acho que seja apropriado comentar além disso". (Reportagem de Steve Holland)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.