Mohammad Ismail/Arquivo/Reuters
Mohammad Ismail/Arquivo/Reuters

Obama suspende comandante no Afeganistão em meio a escândalo

John Allen é investigado por envolvimento no caso que levou à renúncia do ex-diretor da CIA David Petraeus

Reuters

13 de novembro de 2012 | 08h07

WASHINGTON - O presidente dos EUA, Barack Obama, suspendeu nesta terça-feira, 13, a designação do general John Allen como chefe da Otan em meio ao envolvimento do militar no caso que levou à renúncia do ex-diretor da CIA David Petraeus. Allen está sob investigação por uma suposta comunicação inadequada com a mulher envolvida no escândalo envolvendo Petraeus.

 

Segundo o porta-voz da Casa Branca Tommy Vietor, "a pedido do secretário de Defesa (dos EUA, Leon Panetta), Obama suspendeu a designação do general Allen à espera da investigação sobre sua conduta". Allen é o principal comandante norte-americano e da Otan no Afeganistão.

 

A informação sobre a investigação foi divulgada mais cedo hoje por uma autoridade sênior de defesa dos EUA, em condição de anonimato. Também mais cedo, Panetta tinha dito, em um comunicado entregue a repórteres que viajavam com ele para a Austrália, que havia pedido que a indicação de Allen para dois importantes cargos militares, um na Otan e outro nas Forças Armadas dos EUA, fossem colocados em espera, e que o presidente Barack Obama teria concordado.

 

Allen, que nega ter cometido atos ilícitos, continuará no cargo no Afeganistão, mas Panetta encorajou o Senado a agir rapidamente na aprovação de seu sucessor, o general Joseph Dunford. Petraeus renunciou na sexta-feira como diretor da CIA, afirmando ter se envolvido em um caso extraconjugal.

 

Texto atualizado às 11h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.