Obama tem de tomar frente para evitar abismo fiscal, diz líder republicano

O presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, o republicano John Boehner, disse nesta sexta-feira que o presidente Barack Obama tem de liderar os esforços para evitar um "abismo fiscal" de 600 bilhões de dólares no fim do ano, mas manteve sua posição contrária à elevação de impostos para os mais ricos.

Reuters

09 de novembro de 2012 | 15h18

Boehner falou pouco antes de Obama fazer suas primeiras declarações públicas desde que conquistou a reeleição na terça-feira contra o republicano Mitt Romney.

"Tenho esperanças de que conversas produtivas começarão em breve", disse Boehner. Ele também repetiu sua ferrenha oposição à elevação de impostos para os mais ricos, tema central na campanha de Obama à reeleição.

"Você pode obter receitas ao consertar nosso problemático sistema tributário, fazendo nossa economia andar novamente e colocando mais norte-americanos de volta ao trabalho", disse o presidente da Câmara.

(Reportagem de David Lawder)

Tudo o que sabemos sobre:
EUABOEHNEROBAMA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.