Obama vai à TV pressionar republicanos a evitar cortes

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, apareceu nesta quarta-feira nas emissoras locais de TV para aumentar a pressão pública sobre os republicanos no Congresso a fim de evitar 85 bilhões de dólares em cortes no orçamento previstos para entrar em vigor em nove dias.

Reuters

20 de fevereiro de 2013 | 21h09

Obama agendou entrevistas com emissoras de televisão em oito mercados de mídia, a maioria dos quais tem uma forte presença militar, num dia em que o Pentágono descreveu seus planos de afastar cerca de 800.000 funcionários civis por 22 dias para economizar dinheiro.

"Esses cortes de gastos automáticos foram projetados para serem evitados. A ideia era que democratas e republicanos acordassem um programa sensato de redução do déficit", disse Obama em entrevista à Boston WCVB, afiliada da rede ABC.

As entrevistas fazem parte de uma estratégia do governo para colocar a culpa pelas perdas de emprego nos republicanos, que controlam a Câmara dos Deputados.

(Reportagem de Roberta Rampton, Mark Felsenthal e Matt Spetalnick)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAOBAMATV*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.