Obama: votação da reforma da saúde no Senado é 'grande vitória'

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, defendeu nesta segunda-feira a votação no Senado norte-americano que deixou sua proposta de reforma do sistema de saúde mais perto de uma aprovação e elogiou deputados por enfrentar interesses especiais.

REUTERS

21 de dezembro de 2009 | 17h11

"O Senado dos EUA derrubou uma obstrução que pretendia bloquear a votação final sobre a reforma da saúde e conquistou uma grande vitória para a população norte-americana", disse Obama após a votação que aconteceu à noite.

O voto de senadores democratas derrotou manobras dos adversários republicanos e eles tentarão levar a proposta para uma votação final na véspera do Natal.

"Ao enfrentar os interesses especiais --que já impediram a reforma por décadas e que agora estão furiosamente fazendo lobby contra ela-- o Senado nos colocou mais perto da reforma, o que faz uma enorme diferença", disse Obama.

Uma vez aprovada, a versão do Senado da proposta deve entrar em consenso com o projeto da Câmara. Deputados, então, votarão novamente uma legislação combinada que, se aprovada, será enviada a Obama para sua aprovação.

(Reportagem de Alister Bull)

Tudo o que sabemos sobre:
EUASAUDEOBAMA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.