Onda atinge navio petroleiro e mata dois no Atlântico

O capitão e o engenheiro-chefe de um petroleiro que partiu de Tallinn, na Estônia, para Houston, no Texas, morreram nesta quinta-feira quando uma grande onda atingiu o navio ao nordeste das Bermudas, disse uma autoridade da companhia.

REUTERS

30 de dezembro de 2010 | 18h13

O petroleiro Aegean Angel enfrentou condições climáticas adversas e o capitão, o engenheiro-chefe e outros tripulantes foram para frente do navio para conferir os danos, disse o capitão Mattheou Dimitrios, administrador de qualidade e segurança para a Administração de Navios Arcadia de Atenas, na Grécia.

"Enquanto estavam na frente, uma forte onda quebrou o convés, os marinheiros foram atingidos pela água e derrubados, e o mestre e o engenheiro-chefe morreram imediatamente", disse ele.

O incidente ocorreu a cerca de 1.350 quilômetros a nordeste das Bermudas.

O primeiro oficial foi ferido e está em condições estáveis a bordo do navio, aguardando um helicóptero da Guarda Costeira norte-americana que irá buscá-lo e levá-lo às Bermudas aproximadamente no dia 3 de janeiro, disse Dimitrios.

O navio sofreu apenas pequenos danos, e irá para as Bermudas para receber um novo capitão e um novo engenheiro-chefe. Seguirá então para Houston com sua carga de petróleo combustível, disse Dimitrios. O petroleiro deve chegar em Houston entre 7 e 8 de janeiro, disse ele.

(Reportagem de Bruce Nichols)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAPETROLEIRODOIS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.