Organização pedirá prisão de Bush durante posse de Obama

Washington Peace Center pretende reunir 3 mil em ato para detenção do presidente por crimes de guerra

Efe,

14 de janeiro de 2009 | 19h27

Uma organização oposta à Guerra do Iraque convocou uma manifestação para pedir que o presidente americano George W. Bush seja preso por "crimes contra a humanidade", durante a posse de Barack Obama em Washington, daqui a seis dias. O governo Federal, comandado até lá pelo próprio Bush, autorizou a manifestação, marcada para acontecer em frente à sede do FBI, durante o desfile em honra de Obama.   Veja também: Oficial da cúpula de Bush admite tortura em Guantánamo   O Washington Peace Center (Centro de Paz de Washington), que mobilizou, organizou e financiou o ato poderá concentrar até 3 mil manifestantes, que pretendem encher o local com letreiros com a mensagem "Prendam Bush!".   "Pedimos a detenção de George W. Bush por instigar uma guerra contra uma nação que não representava uma ameaça, ataques gratuitos contra populações civis, uso de tortura e violações (dos regulamentos) das Nações Unidas", diz a organização.   O Centro de Paz de Washington também acusa o presidente americano de mentir ao Congresso e ao povo americano sobre as razões para a invasão do Iraque, em março de 2003, pelas mortes de soldados americanos e iraquianos civis nesse conflito e por abuso da Constituição dos EUA.   A manifestação também conta com o respaldo dos grupos "After Downing Street" e "Shoes for Bush", grupo cujo nome alusão ao repórter iraquiano que tentou acertar o presidente dos EUA com seus sapatos, em dezembro, durante uma entrevista coletiva.   Para garantir uma participação visível, os organizadores pediram aos manifestantes que baixem de sua página na internet os letreiros que pedem a prisão de Bush.

Tudo o que sabemos sobre:
George W. BushEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.