Otan diz que seguirá aplicando estratégia de McChrystal no Afeganistão

Secretário-geral da aliança agradece aos serviços prestados pelo americano à frente das tropas

Efe

23 de junho de 2010 | 15h54

BRUXELAS - O secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Anders Fogh Rasmussen, disse nesta quarta-feira, 23, que a aliança dará continuidade à estratégia do general americano Stanley McChrystal no Afeganistão, mesmo com a renúncia do militar ao cargo de comandante de suas tropas no país asiático.

 

Veja também:

linkObama aceita renúncia de McChrystal

linkKarzai lamenta demissão de McChrystal

 

"A estratégia continua tendo o apoio da Otan e nossas forças seguirão aplicando-a", disse Rasmussen, em um comunicado após o anúncio da Casa Branca sobre a renúncia de McChrystal. O secretário-geral da Otan agradeceu ao general americano pelo "enorme esforço" à frente da Isaf, a força internacional que a Otan dirige no Afeganistão.

 

O presidente dos EUA, Barack Obama, aceitou a renúncia de McChrystal do cargo de comandante das tropas americanas e da Otan no Afeganistão depois de ter sido convocado pela Casa Branca para dar explicações sobre as críticas que fez a funcionários do governo, incluindo o próprio Obama, em entrevista à revista Rolling Stone.

 

Rasmussen assegurou que as ações da Otan no Afeganistão "não serão afetadas" pela troca do comandante das operações, cujo novo responsável será o general americano David Petraeus. O secretário-geral acrescentou que o povo afegão "não precisa ter dúvidas" de que a Otan manterá seu compromisso com a pacificação e a reconstrução do país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.