Outra pessoa morre devido à gripe nos Estados Unidos

Com 2.254, os EUA é o país com mais casos confirmados de gripe suína, no México contagiados chega a 1.578

EFE,

10 de maio de 2009 | 02h04

As autoridades de saúde dos Estados Unidos confirmaram neste sábado a morte de uma terceira pessoa por causa da gripe suína no país.

 

Trata-se de um homem de entre 30 e 40 anos que tinha problemas de coração e que morreu na quinta-feira no estado de Washington como consequência do vírus AH1N1, segundo informou em comunicado o departamento de Saúde desse estado.

 

"Este é uma lembrança sombria de que a gripe é séria e pode ser letal", disse o governador de Washington, Chris Gregoire. As autoridades não revelaram o nome da vítima.

 

Os outros dois mortos em território americano foram Judy Trunnell, uma professora do Texas que morreu na terça-feira passada, e um bebê mexicano que visitava seus parentes com sua família nesse estado do sul dos EUA.

 

Com 2.254, os EUA é o país com mais casos confirmados de gripe suína, enquanto no México o número de contagiados vivos chega a 1.578. Além disso, 48 pessoas morreram nesse país por causa da nova doença.

 

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados.

Tudo o que sabemos sobre:
GRIPE SUÍNACONTÁGIOMORTEEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.