Paciente com Ebola em Dallas sobrevive à base de respirador e diálise

O paciente com Ebola que luta pela vida em um hospital na cidade de Dallas, nos Estados Unidos, está ligado a um respirador e a uma máquina de diálise para ajudar a estabilizar a sua saúde, informou o hospital nesta terça-feira.

REUTERS

07 de outubro de 2014 | 17h53

O liberiano Thomas Eric Duncan, a primeira pessoa diagnosticada com o vírus mortal nos EUA, também recebeu a medicação experimental brincidofovir. Um hospital do Nebraska disse estar usando a mesma droga para tratar um jornalista norte-americano que foi retirado de avião da Libéria e chegou na segunda-feira.

O hospital Texas Health Presbyterian afirmou em um comunicado que a função hepática de Duncan declinou durante o fim de semana e que, embora tenha melhorado desde então, “os médicos alertam que isso pode variar nos próximos dias”.

Autoridades dos EUA e o público estão em estado de alerta desde o diagnóstico de Duncan pouco mais de uma semana atrás, que despertou temores de que a pior epidemia da doença já registrada possa se disseminar para além dos três países empobrecidos do oeste africano mais atingidos – Guiné, Serra Leoa e Libéria.

(Por Lisa Maria Garza e Richard Valdmanis)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAEBOLAPACIENTEGRAVE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.