Pai de suspeitos do atentado em Boston vai viajar para os EUA

O pai dos dois homens suspeitos de realizarem o atentado em Boston disse nesta quinta-feira que vai viajar da Rússia aos Estados Unidos para enterrar seu filho mais velho.

Reuters

25 de abril de 2013 | 10h07

"Estou indo para os Estados Unidos. Quero dizer que estou indo para ver o meu filho, para enterrar o mais velho. Eu não tenho quaisquer más intenções. Eu não planejo explodir nada", disse Anzor Tsarnaev em entrevista coletiva em Makhachkala, capital da instável região russa do Daguestão.

Batendo na mesa enquanto falava, ele disse: "Eu não estou com raiva de ninguém. Eu quero ir para descobrir a verdade".

A polícia dos EUA diz que os dois filhos dele, Tamerlan e Dzhokhar Tsarnaev, plantaram e detonaram duas bombas em panelas de pressão perto da linha de chegada da Maratona de Boston em 15 de abril, matando três pessoas e ferindo 264.

Tamerlan Tsarnaev, de 26 anos, foi morto em um tiroteio com a polícia quatro dias depois do atentado, e Dzhokhar Tsarnaev, de 19 anos, foi ferido e capturado após uma caçada. Ele está em estado estável no hospital, segundo autoridades norte-americanas.

Anzor Tsarnaev disse que partiria para os Estados Unidos o mais rápido possível, mas ainda não havia comprado passagem.

A mulher dele, Zubeidat Tsarnaeva, disse na entrevista coletiva que também estava pensando em viajar para os Estados Unidos, mas ainda não decidiu se irá.

(Por Alissa de Carbonnel)

Tudo o que sabemos sobre:
EUABOSTONPAI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.