Pelo menos 4 morrem em colisão de aviões na Califórnia

Enquanto um dos aviões se desintegra, o outro permance intacto. Os destroços caíram sobre concessionárias

Associated Press

21 de janeiro de 2008 | 04h40

Dois aviões privados voando a cerca de uma milha de um aeroporto colidiram, matando pelo menos quatro pessoas. Os fragmentos do choque ainda atingiram concessionárias de carros próximas, afirmaram autoridades de Corona, na Califórnia.   O avião de pequeno porte Cessnas sofreu o acidente no domingo, 20, à tarde, próximo ao aeroporto municipal da cidade de Corona e na auto-estrada do distrito de Riverside, a 70 quilômetros ao sudoeste de Los Angeles, afirmou o porta-voz da FAA Allen Kenitzer.   Três dos mortos estavam nos aviões, e o quarto em um carro, no solo, afetado pelos fragmentos do acidente. O porta-voz disse não saber fornecer mais detalhes sobre o acidente.   O aeroporto de Corona não tem equipe na torre de controle, detalhou Kenitzer.   Os fragmentos da colisão atingiram concessionárias de veículos, e a televisão mostrou imagens da fuselagem de um dos aviões, após o acidente, em um estacionamento.   "O pequeno avião... apenas desintegrado em pedaços, talvez 50 partes caindo no chão", testemunhou Jeff Hardin à KABC-TV. "O outro avião por muito pouco permaneceu intacto".   Outra testemunha do acidente, Hector Hernandez, disse que viu corpos caindo durante a colisão.   "Um deles foi contra um Ford Mustang, e outro, não muito longe, foi parar atrás deste em um estacionamento", relatou Hernandez à KCBS-TV.   A polícia está vasculhando o interior das agências de veículos para verificar se alguém mais foi ferido, acrescentou o sargento Jerry Pawluczenko.

Tudo o que sabemos sobre:
colisão aéreaCorona

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.