Pentágono quer retirada modesta de tropas do Iraque--fontes

Autoridades de defesa do primeiroescalão recomendaram que o presidente George W. Bush retire umabrigada norte-americana de combate do Iraque, mas só a partirdo começo do ano que vem, disseram fontes do Pentágono naquinta-feira. Uma brigada de combate tem entre 3.000 e 5.000 soldados. OsEUA têm atualmente 15 brigadas de combate no Iraque, junto comvárias outras unidades, perfazendo mais de 140 mil soldados. Sem entrar em detalhes, uma fonte disse que a recomendaçãodo secretário de Defesa, Robert Gates, e do almirante MikeMullen, chefe do Estado-Maior Conjunto, é de retirar tambémalgumas unidades menores. A recomendação de Gates e Mullen foi passada a Bush porvideoconferência na tarde de quarta-feira, e reflete também asopiniões do general David Petraeus, comandante dos EUA noIraque, segundo o Pentágono. A redução de tropas dos EUA no Iraque permitiria o envio aoAfeganistão dos reforços solicitados pelos comandantes que aliestão, a fim de combater a onda de violência dos insurgentes. A violência no Iraque caiu acentuadamente no último ano,mas os comandantes dizem que a situação continua frágil e que épreciso ter cautela com retiradas precipitadas. As autoridades salientaram que Bush ainda não aprovou asrecomendações. (Reportagem de Andrew Gray)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.