PepsiCo diz que encontrou traços de fungicida em suco de laranja

A PepsiCo Inc disse que testes conduzidos pela empresa em seu suco de laranja Tropicana mostraram níveis baixos de um fungicida potencialmente perigoso, mas esses níveis estavam abaixo das preocupações de segurança federais e não representavam um risco à saúde.

P.J. HUFFSTUTTER, REUTERS

15 de janeiro de 2012 | 10h26

A empresa disse em um comunicado no sábado que estava fazendo testes adicionais depois que a Food and Drug Administration (FDA, agência norte-americana que regulamenta alimentos e remédios) anunciou na quarta-feira que iria suspender temporariamente as importações de suco de laranja e retirar do mercado qualquer suco que tivesse quantidades perigosas do fungicida carbendazim.

O alerta foi disparado quando a gigante Coca-Cola Co, fabricante do suco de laranja Minute Maid, disse que havia descoberto o carbendazim em cargas do Brasil e alertou as autoridades norte-americanas sobre um potencial problema a nível industrial.

O carbendazim é usado no Brasil para combater os esporos de fungos que crescem nas laranjeiras. Mas nos Estados Unidos seu uso é limitado a itens não alimentícios como tintas, têxteis e árvores ornamentais, embora as autoridades norte-americanas permitam traços do carbendazim em 31 tipos de comida, inclusive grãos, nozes e algumas frutas não cítricas.

A FDA disse que níveis baixos de carbendazim não são perigosos e que a agência não tinha planos de fazer um recall.

"Os resultados que temos até a data confirmam que os níveis do fungicida no suco brasileiro importado que testamos estão abaixo dos níveis que as agências dizem oferecer riscos à saúde", disse a PepsiCo.

"Vamos continuar com os testes, já que levamos esse assunto a sério, e estamos trabalhando de forma agressiva para abordar quaisquer temores".

O preço do suco de laranja no mercado de futuros atingiu recorde de alta pelos relatos de fungicida, mas depois caiu.

Na sexta-feira, reguladores de saúde dos EUA abriram caminho para os primeiros carregamentos de suco de laranja importado desde 4 de janeiro, quando as autoridades começaram os testes para o fungicida nos sucos importados do Brasil.

O FDA disse que testes finais confirmaram que as amostras do suco de laranja canadense deram resultado negativo para o fungicida. Os resultados ainda precisam ser anunciados para 28 amostras de , México e Canadá.

(Reportagem adicional de David Morgan)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAPEPSICOFUNGICIDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.