PESQUISA-Obama mantém liderança sobre Hillary na Carolina do Sul

Barack Obama tem 13 pontospercentuais de vantagem sobre Hillary Clinton na Carolina doSul, Estado que realiza eleição primária no sábado, segundopesquisa Reuters/C-SPAN/Zogby divulgada na sexta-feira. A vantagem de Obama caiu dois pontos percentuais de quintapara sexta-feira, mas continua grande (38 a 25 por cento). JohnEdwards ganhou dois pontos, chegou a 21 por cento e estátecnicamente empatado com Hillary -- a margem de erro é de 3,4pontos percentuais. Obama tinha 18 pontos percentuais sobre Hillary na pesquisainicial, divulgada há três dias. Nesse período, sua intenção devoto caiu de 43 para 38 por cento. Na semana passada, ele e Hillary trocaram duras acusaçõesna disputa pela indicação do Partido Democrata para a eleiçãopresidencial de 4 de novembro. Obama continua o favorito disparado entre os negros, quedevem representar mais de metade do eleitorado da primáriademocrata de sábado. Nesse grupo, ele lidera com 55 por cento,contra 18 de Hillary. "Obama ainda lidera, mas a vantagem continua caindo", disseo estatístico John Zogby. Esse tipo de pesquisa usa resultados de três diasconsecutivos, sempre substituindo a amostra mais antiga pelamais recente. Levando em conta apenas os resultados daquinta-feira, a vantagem de Obama sobre Hillary era de apenas 7pontos percentuais. Já Edwards, ex-senador pela vizinha Carolina do Norte evencedor das primárias na Carolina do Sul em 2004, sobe a cadadia. Começou com 15 por cento e agora tem 21. Entre osprováveis eleitores brancos, ele lidera (36 por cento, contra33 para Hillary e 18 para Obama). "Edwards está numa batalha pelo segundo lugar. Está pegandoa parte do leão dos indecisos", avaliou Zogby. O número de prováveis eleitores democratas que se dizemindecisos caiu de 13 para 11 por cento, cifra aindaconsiderável na véspera da votação. Obama venceu no primeiro Estado da disputa democrata, Iowa,mas Hillary foi à forra em New Hampshire e Nevada. O vencedorda Carolina do Sul chega com impulso considerável à"superterça", 5 de fevereiro, quando 22 Estados votam. Na pesquisa da Carolina do Sul, foram ouvidos 811 prováveiseleitores democratas entre terça e quinta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.