Polícia apresentará acusações no caso do 'menino do balão'

Drama do garoto que supostamente estaria em um balão à deriva comoveu os Estados Unidos

EFE

18 de outubro de 2009 | 01h45

A Polícia americana apresentará acusações relacionadas com o caso do menino Falcon Heene, cuja família afirmou que estava a bordo de um balão à deriva, mas apareceu horas mais tarde na garagem de sua casa.

 

Assim disse o xerife do condado de Larimer, Jim Alderden, que neste domingo interrogou separadamente os pais do menino de seis anos, Richard e Mayumi Heene.

 

Anteriormente, Alderden tinha dito que de se fosse confirmado que se tratava de uma montagem poderiam ser apresentadas acusações por fazer a Polícia perder tempo, algo que na legislação americana tem caráter de falta, não de delito.

 

"Essa acusação seria muito leve, dadas as circunstâncias e a quantidade de recursos que se mobilizaram para localizar o menino, mas a Polícia do condado está consultando as autoridades estaduais e federais para determinar se outras acusações devem ser apresentadas", acrescentou Alderden.

 

Até o momento ninguém foi detido em relação ao caso.

Tudo o que sabemos sobre:
BALÃOFALCON HEENE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.