Polícia detonará explosivos no apartamento de atirador do Colorado

O apartamento do acusado pela chacina desta sexta-feira num cinema do Colorado, nos Estados Unidos, tem tantas armadilhas explosivas que a polícia concluiu que não será possível desarmá-las com segurança, sendo preferível uma detonação controlada, segundo uma fonte policial.

STE, Reuters

20 de julho de 2012 | 20h01

Um robô deve fazer a detonação, mas isso talvez não ocorra nas próximas horas, segundo relatou à Reuters uma fonte familiarizada com a situação.

A polícia já desocupou o prédio do atirador e vários imóveis vizinhos e deve interditar ruas próximas antes de fazer a detonação, que deve ser de pequeno porte.

O aluno de medicina James Holmes foi preso na madrugada desta sexta-feira após supostamente alvejar 71 pessoas, matando 12 delas, numa sala de cinema na cidade de Aurora, perto de Denver, durante uma pré-estreia do filme "Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge".

Outra fonte policial disse que, além de preparar as armadilhas explosivas, Holmes parece ter montado um equipamento de som com temporizador no apartamento. Durante a noite, uma música começou a tocar em alto volume.

"Foi (uma música) alta obviamente para criar um chamado (à polícia) de perturbação por barulho. As pessoas entrariam e potencialmente (ativariam) esses explosivos", disse a fonte.

A polícia está desde a madrugada desta sexta-feira no apartamento, que fica no terceiro andar de um prédio de tijolinhos a cerca de seis quilômetros do cinema.

(Reportagem adicional de Tim Gaynor, em Phoenix)

Mais conteúdo sobre:
EUAATIRADORAPARTAMENTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.