Polícia do Canadá investiga mortes após confissão no Facebook

Polícia Montada Real Canadense afirma que vários membros de uma mesma família, incluindo o suspeito, foram encontrados mortos em duas cenas de crime, na área de Vancouver e numa cidade rural vizinha

O Estado de S. Paulo

08 de maio de 2015 | 20h38

VANCOUVER - A polícia canadense confirmou nesta sexta-feira, 8, que está investigando várias mortes na região de Vancouver que podem configurar um caso de homicídio-suicídio ligado a uma mensagem no Facebook na qual um homem pareceu confessar ter matado sua filha, mulher e irmã.

A Polícia Montada Real Canadense disse que vários membros de uma mesma família, incluindo o suspeito, foram encontrados mortos em duas cenas de crime, na área de Vancouver e numa cidade rural vizinha.

A polícia afirmou em comunicado ter sido alertada por "informações obtidas por meio de mídias sociais que indicaram que o homem tinha... machucado seus familiares".  A polícia não deu os nomes das vítimas.

A imprensa afirmou que um homem da região de British Columbia postou uma confissão no Facebook, dizendo: "Ao longo dos últimos dez dias, eu fiz algumas das piores coisas que eu jamais imaginei que uma pessoa pudesse fazer ... agora minha família está livre da dor e no céu." / REUTERS                

Tudo o que sabemos sobre:
CANADAMORTESFACEBOOK*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.