Polícia e manifestantes aguardam cúpula da América do Norte

Policiais e manifestantesficaram frente a frente na segunda-feira diante de um hotel numresort canadense onde líderes da América do Norte estãoreunidos para discutir comércio, segurança e a turbulência nosmercados de crédito globais. Cerca de 300 manifestantes chegaram num comboio de ônibusescolares a Montebello, Quebec, pouco antes da chegada dopresidente dos EUA, George W. Bush, do primeiro-ministrocanadense, Stephen Harper, e do presidente mexicano, FelipeCalderón. De acordo com um repórter da Reuters no local, policiaisusando proteção antimotim e máscaras de gás ficaram perto damultidão ao lado do portão principal de entrada do hotel, ondecercas de três metros de altura foram erigidas para proteger olocal durante os dois dias da cúpula. Não houve relatos de incidentes violentos. A expectativaera que mais manifestantes chegassem ao longo do dia no localda cúpula, a 70 quilômetros a leste de Ottawa. Os manifestantes representam uma larga gama de causaspolíticas, mas muitos rejeitam os planos dos três líderes dediscutir a chamada Parceria de Segurança e Prosperidade, ouSPP. O plano foi traçado em 2005 para assegurar que a América doNorte seja um lugar seguro para se viver e fazer negócios, mascríticos tanto da esquerda quanto da direita dizem que eleignora as preocupações dos cidadãos comuns e representa umaameaça à soberania nacional. "Uma das coisas principais que buscamos é obrigar oslíderes a deixar essas reuniões mais transparentes", disseAlberto Arroyo, porta-voz da Rede Mexicana de Ação Frente aoLivre Comércio. A maioria dos manifestantes parecia ser formada decanadenses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.