Polícia emite mandado de prisão contra incendiários em Malibu

Cinco homens são acusados de iniciar fogo que destruiu 50 casas e obrigou mais de 15 mil a fugir das chamas

Agências internacionais,

14 de dezembro de 2007 | 09h39

Autoridades emitiram na quinta-feira, 13, mandados de prisão para os cinco homens acusados de iniciar os incêndios em Malibu, na Califórnia, que destruiu mais de 50 casas em novembro, segundo afirmou o xerife do condado de Los Angeles Lee Baça.   Segundo a CNN, os acusados, com idade entre 18 e 27 anos, estavam bebendo na caverna de um parque florestal quando iniciaram os incêndios. Eles foram indiciados por três crimes, incluindo duas de incêndio criminoso. Eles podem cumprir sentenças de dois a quatro anos de prisão   As chamas queimaram 1.910 hectares e forçaram mais de 15 mil pessoas a deixarem a área, popular entre astros de Hollywood. O fogo se espalhou rapidamente, mas a rápida reação dos bombeiros salvou muitas casas.   Malibu, uma região na qual as casas estão situadas em estreitos e profundos cânions em uma faixa litorânea de 44 quilômetros na zona sul das montanhas de Santa Mônica, tende a sofrer com os ventos de "Santa Ana". Em 1993, os ventos alimentaram um incêndio que destruiu 388 prédios e provocou a morte de três pessoas.

Tudo o que sabemos sobre:
Califórniaincêndio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.