Política antiterror dos EUA terá 'participação dos cidadãos'

Secretária de Segurança Nacional apresentou novos planos pedindo mais consciência e participação públicas

Reuters,

29 de julho de 2009 | 15h03

A secretária de Segurança Nacional dos EUA, Janet Napolitano, anunciou nesta quarta-feira, 29, que o governo americano adotará novos planos no combate ao terrorismo dentro de seu território e que deverá haver uma maior participação pública na luta contra o terror, o que é parte do plano da administração de Barack Obama.

 

A estratégia anunciada por Janet envolve cooperação das forças regionais, do governo federal e de aliados dos EUA junto com os cidadãos americanos em uma luta coletiva, segundo informou em discurso ao Conselho de Relações estrangeiras.

 

A medidas antiterroristas do país precisam ser "mais profundas, difundidas e complacentes para serem mais inteligentes e mais adaptáveis", disse a secretária.

 

Janet pediu uma maior consciência e participação pública. "Por muito tempo, tratamos o nosso povo como algo a ser protegido, e não como uma ferramenta para ajudar a assegurar nosso país", disse. "Vocês são quem sabe se há algo errado em suas comunidades, assim como se há um pacote suspeito ou alguma atividade anormal. Temos uma chance muito maior de sucesso se reforçarmos nossas ações com a atenção e o talento de todos os americanos", completou Janet.

 

A secretária citou a vulnerabilidade da rede cibernética co país, crucial para pontos como o comércio e a infraestrutura americanos. Segundo Janet, os avanços tecnológicos desde os ataques ao World Trade Center e ao Pentágono em 2001 criaram novas brechas no sistema e os inimigos também evoluíram. "A ameaça do terror está ainda mais descentralizada, mais difundida e ainda mais adaptada aos dias de hoje que em setembro de 2001. Enfrentamos um inimigo diferente e precisamos corresponder a isso", finalizou.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAterrorismoantiterrorismosegurança

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.