Por possíveis erros, NY revê centenas de casos de estupro

Mais de 800 casos de estupro registrados em Nova York entre 2001 e 2011 estão sendo revistos, depois que legistas locais descobriram que um técnico cometeu repetidos erros ao manipular amostras de DNA, disse uma porta-voz na sexta-feira.

PETER RUDEGEAIR, Reuters

11 de janeiro de 2013 | 20h51

A reavaliação apontou 26 casos de agressão sexual em que o técnico, que não foi identificado publicamente, determinou incorretamente não haver traços de material biológico nas amostras, segundo Ellen Borakove, porta-voz do departamento médico legal.

A repetição de exames nas amostras em questão já resultou em sete novas identificações de suspeitos por DNA e em um novo indiciamento criminal no Brooklyn.

Nenhum dos 843 casos nos quais o técnico trabalhou resultou em uma condenação injusta, e não há sinais de que os erros tenham sido deliberados, segundo Borakove.

(Reportagem adicional de Daniel Lovering)

Tudo o que sabemos sobre:
EUANYESTUPROREVISAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.