Prefeita de Baltimore anuncia fim do toque de recolher na cidade

Medida havia sido implementada na semana passada, em meio aos protestos após a morte do jovem negro Freddie Gray 

O Estado de S. Paulo

03 de maio de 2015 | 12h16

BALTIMORE, EUA - A prefeita da cidade americana de Baltimore, Stephanie Rawlings-Blake, anunciou neste domingo, 3, o fim do toque de recolher que havia sido imposto pelo governador de Maryland sobre toda a cidade desde terça-feira passada, quando ocorreram violentos protestos após a morte o jovem negro de 25 anos Freddie Gray, que sofreu ferimentos letais enquanto estava sob custódia da polícia.

"Meu objetivo sempre foi o de não ter o toque de recolher nem um dia a mais do que o necessário. Acredito que chegamos a este ponto hoje (domingo)", disse Rawlings-Blake no Twitter.

"Com efeito imediato, rescindi minha ordem de instaurar um toque de recolher em toda a cidade", afirmou a prefeita em um comunicado .

O toque de recolher, que obrigava todos os habitantes da cidade a não sair de suas casas entre 22h e 5h, foi implantado como resposta à onda de saques e violência suscitada em Baltimore após o funeral de Gray.

Para conter os distúrbios, o governador de Maryland, Larry Hogan, ordenou também o desdobramento de cerca de dois mil soldados da Guarda Nacional.

"(O toque de recolher) não foi uma decisão fácil, mas achei necessária para ajudar a restaurar a tranquilidade na cidade", explicou Rawlings-Blake.

Durante a semana, continuaram os protestos e manifestações contra o abuso policial em Baltimore e no sábado milhares de manifestantes se concentraram na frente da Prefeitura no centro da cidade para celebrar a acusação de seis policiais pela morte de Gray. /EFE e REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
EUABaltimoretoque de recolher

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.