Resgaste suspende buscas por sobreviventes no Mississipi

Pelo menos quatro pessoas morreram e 30 estão desaparecidas após o colapso da ponte sobre o rio nos EUA

BBC Brasil,

03 de agosto de 2007 | 07h20

O trabalho das equipes de resgate que buscam vítimas do desmoronamento de uma ponte sobre o rio Mississippi, na cidade americana de Minneapolis, no Estado de Minnesota, foi suspenso na noite desta quinta-feira.     Veja Também Assista a imagens da ponte desabandoColapso da ponte sobre o Mississippi começa a ser investigado Equipes procuram até 30 vítimas   Segundo autoridades locais, é muito perigoso para os mergulhadores trabalhar no escuro em meio aos escombros.   O acidente, ocorrido na quarta-feira, deixou pelo menos quatro mortos. Cerca de 30 pessoas ainda estão desaparecidas. As equipes de resgate afirmam que não esperam encontrar mais sobreviventes.   Cerca de 50 veículos foram lançados na água quando a ponte I-35W, de 200 metros, cedeu no final da tarde de quarta-feira, no horário de maior movimento, quando centenas de veículos estavam passando pelo local. De acordo com o chefe da polícia de Minneapolis, Tim Dolan, muitas pessoas ficaram presas dentro dos veículos no rio e o trabalho de recuperação dos corpos ainda pode demorar dias. Segundo informações dos hospitais locais, 79 vítimas do acidente foram atendidas.   Suporte federal   O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, garantiu que o governo federal vai agir para ajudar "o povo de Minnesota" a se recuperar e a reconstruir a ponte o mais rápido possível.   Bush deverá visitar o local do acidente neste sábado. Nesta sexta-feira, a primeira-dama, Laura Bush, irá a Minneapolis para se encontrar com vítimas do desastre.   O desmoronamento da ponte provocou preocupação nos Estados Unidos sobre as condições das pontes do país.   A secretária de Transportes, Mary Petters, disse que todos os Estados devem inspecionar as mais de 700 pontes similares à de Minneapolis que existem no país.   Ainda não se sabe ao certo o que causou o desmoronamento da ponte, que tinha 40 anos e estava sendo reformada.   Segundo o governador do Estado de Minnesota, Tim Pawlenty, a ponte havia passado por uma inspeção em 2006 e nenhum dano estrutural significativo havia sido encontrado.   No entanto, em 2005 essa ponte foi uma das milhares de pontes nos Estados Unidos a ser classificada como "estruturalmente deficiente" por um órgão federal responsável pelo setor.   Pawlenty determinou a imediata inspeção de todas as pontes do Estado com estrutura similar à de Minneapolis.   Investigação   Os responsáveis pelas investigações sobre o acidente deverão rever o vídeo que mostra o momento em que a ponte desabou e também recolher pedaços da estrutura para tentar determinar o motivo do desmoronamento e como ele ocorreu.   Testemunhas dizem que o trânsito era lento na ponte no momento do acidente porque apenas uma das oito faixas da I-35W estava aberta em cada sentido por causa dos trabalhos de reforma.   "A ponte começou a cair, carros estavam voando por toda parte, e eu vi a água vindo", disse Catherine Yankelevich, cujo carro acabou sendo lançado no rio, à agência de notícias France Presse. "Parecia um filme e era muito assustador."   Cerca de 60 crianças que estavam em um ônibus escolar foram salvas com ferimentos de pouca gravidade. O ônibus ficou em uma parte da ponte que havia desabado, mas não chegou a cair no Mississippi.

Tudo o que sabemos sobre:
Ponte de Mineápolis, Estados Unidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.