Resgate descarta encontrar sobreviventes em queda de ponte

Autoridades confirmam pelo menos quatro mortos e 60 feridos em desastre no rio Mississipi, nos Estados Unidos

Agências internacionais,

02 de agosto de 2007 | 08h32

Equipes de resgate descartaram a possibilidade de encontrar sobreviventes da queda de uma ponte sobre o Rio Mississípi, na quarta-feira,1, na cidade de Mineapolis.    Primeiramente, nove mortes haviam sido confirmadas. Porém, na manhã desta quinta-feira, 2, autoridades diminuíram o número de vítimas para quatro. A Guarda Costeira dos Estados Unidos afirma que até 50 veículos caíram da ponte.   Veja também Assista ao momento em que a ponte desaba  Reportagem da BBC  Ponte desmorona e deixa ao menos 7 mortos   Além disso, 20 pessoas estão desaparecidas, revelou o site do jornal The Star Tribune, informando ainda que um centro especial foi criado para as famílias dos desaparecidos, num hotel próximo à ponte.   Partes da ponte interestadual 35W romperam na quarta-feira por volta das 18h05 (20h05, horário de Brasília), caindo no rio, em suas margens e em uma outra estrada. Toneladas de concreto desabaram junto aos carros.   Os sobreviventes foram transportados à margem do Mississippi. Algumas pessoas estavam se segurando em pedaços da ponte que não caíram por completo no meio do rio.   "Obviamente, esta é uma catástrofe de proporções históricas", disse o governador de Minnesota, Tim Pawlenty.   Jim Clack, do Corpo de Bombeiros, informou jornalistas que quatro mortes foram confirmadas, mas que o número de vítimas provavelmente deve subir. Além disso, entre 20 e 30 pessoas permaneciam desaparecidas quando as buscas foram suspensas, porque o escuro representava risco a mergulhadores procurando sobreviventes.   "Foi uma imagem surreal. Houve um estrondo enorme e começaram a cair os carros. Alguns conseguiram escapar", disse uma testemunha entrevistada por um canal de televisão.   De acordo com as autoridades, 60 pessoas foram levadas para hospitais. Um ônibus escolar com cerca de 60 alunos a bordo conseguiu escapar do acidente, embora 10 crianças tenham sido hospitalizadas.   A causa da queda ainda é desconhecida, mas o Departamento de Segurança Interna dos EUA declarou que não há indicação de terrorismo. A queda aconteceu no fim da tarde, num momento de intenso tráfego.   A ponte, construída em 1967, passava por uma reforma de superfície, sinalização e protetores laterais.   Ela havia sido vistoriada em 2005 e 2006 e o Departamento de Transportes do Estado não encontrou defeitos estruturais. Segundo o departamento, cerca de 200 mil veículos usam diariamente a ponte de oito pistas.   Matéria ampliada às 09h35.

Tudo o que sabemos sobre:
Ponte de MineápolisEstados Unidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.