Resgate progride em mina de Utah e aumenta esperanças

Dois terços do caminho já foram perfurados e processo pode terminar em menos de 48 horas

Associated Press,

09 de agosto de 2007 | 08h48

Equipes de resgate perfuraram até cerca de 150 metros, dois terços do caminho, até onde seis mineiros estão soterrados em uma mina de Utah, nos Estados Unidos. O buraco de 6,4 centímetros de diâmetro já alcançou 300 metros, enquanto outra perfuração, de 23 centímetros de largura, já alcançou 30 metros de profundidade, de acordo com o diretor geral da mina, Lane Adair. O menor buraco deve permitir que comunicação seja estabelecida, enquanto o maior deve permitir a passagem de comida e água para onde os mineiros estão presos. A companhia responsável pelo processo prevê que as duas cavidades devem estar prontas em menos de 48 horas, mas precaveu sobre problemas nos equipamentos e alterações perigosas no solo.As famílias dos operários têm recebido relatos esporádicos de Bob Murray, presidente da Murray Energy, que não ofereceu estimativas de quanto tempo os mineiros podem sobreviver - se estiverem vivos. "O oxigênio depende do tamanho da cavidade onde eles se encontram, e eu não tenho idéia do tamanho da cavidade", disse Murray.

Tudo o que sabemos sobre:
Mina de UtahEstados Unidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.