Romney diz que mais estímulo do Fed não ajudará economia dos EUA

O candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Mitt Romney, disse neste domingo que uma nova rodada de estímulos monetários do Federal Reserve (Fed) não ajudaria a economia norte-americana.

Reuters

05 de agosto de 2012 | 13h14

Uma sequência de notícias econômicas frustrantes tem alimentado expectativas de que o banco central dos EUA possa tomar mais medidas para estimular o crescimento com uma terceira rodada de compra de títulos, conhecida como "quantitative easing", ou QE3.

"Estou certo de que o Fed está observando, vai tentar estimular a economia, mas eu não acredito que uma nova e massiva QE3 ajude a economia", disse o candidato em uma entrevista à TV CNN que foi ao ar neste domingo.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAROMNEYECONOMIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.