Romney diz que Obama tem 'abdicado da liderança' sobre Síria

O pré-candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos Mitt Romney culpou o presidente norte-americano, o democrata Barack Obama, pela "falta de liderança" em relação à crise na Síria nesta quinta-feira e o acusou de repassar do papel do país para a Organização das Nações Unidas (ONU).

Reuters

19 de julho de 2012 | 18h36

Romney transformou o fracasso do Conselho de Segurança em aprovar uma resolução apoiada pelo Ocidente com sanções contra o regime sírio em uma crítica à política externa de Obama. Rússia e China resistiram à pressão dos Estados Unidos e vetaram a resolução.

"Enquanto Rússia e Irã aceleraram o apoio ao (presidente sírio) Bashar al-Assad e milhares têm sido assassinados, o presidente Obama abdicou de sua liderança e subcontratou a política dos EUA a Kofi Annan e às Nações Unidas", disse Romney em comunicado.

(Reportagem de Steve Holland)

Mais conteúdo sobre:
EUAROMNEYSIRIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.