Romney prepara divulgação de imposto para voltar à liderança

O pré-candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Mitt Romney, prometeu neste domingo divulgar sua declaração de imposto de renda, curvando-se à pressão de críticos e esperando se redimir de um erro que ajudou o rival Newt Gingrich a vencer as primárias na Carolina do Sul.

STEVE HOLLAND, REUTERS

22 de janeiro de 2012 | 15h50

Considerado líder da corrida há tempos, Romney se saiu mal nos debates da semana passada com sua demora em revelar a declaração, perdendo então a condição de escolha inevitável após Gingrich tê-lo derrotado na terceira disputa.

Gingrich, ex-porta-voz da Câmara dos Deputados, aproveitou-se da surpreendente fraqueza de Romney para chegar à vitória no sábado, derrotando o ex-governador de Massachusetts com um placar de 40 a 28 por cento na Carolina do Sul.

Tentando reconquistar impulso conforme a corrida se dirige para o importante Estado da Flórida, Romney buscou deixar para trás a semana ruim e consertar seu erro. Ele disse que divulgará sua declaração de 2010 e uma estimativa da de 2011 na terça-feira.

"Cometemos um erro ao demorar tanto e isso foi apenas uma distração", disse Romney à Fox News neste domingo.

Na semana passada, Romney afirmou pagar um imposto de cerca de 15 por cento, uma taxa baixa comparada a muitos norte-americanos assalariados, mas em linha com o que pessoas ricas pagam sobre o lucro vindo de investimentos.

Um dos pré-candidatos mais ricos à presidência na história dos Estados Unidos, Romney enfatizou que divulgaria dois anos de declarações após Gingrich ter revelado os números de 2010 na quinta-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAROMNEYIMPOSTOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.