Rússia manterá tropas em áreas separatistas por longo tempo

A Rússia manterá tropas dentro de duasregiões separatistas da Geórgia por um longo período e, naavaliação de Sergei Lavrov, ministro russo do Exterior, apresença delas nessas áreas não é afetada pelo acordo no qual aRússia concordou em se retirar do país vizinho. A intervenção da Rússia no mês passado, na qual as forçasdo país esmagaram a tentativa georgiana de tentar retomar ocontrole sobre a Ossétia do Sul, gerou ampla condenaçãointernacional além de preocupações envolvendo a segurança dofornecimento energético. O presidente francês, Nicolas Sarkozy, conseguiu ocomprometimento de Moscou de retirar suas forças de territóriosgeorgianos que não estão sob disputa em um mês. Elas serãosubstituídas por uma força internacional que incluirá umcontigente de 200 militares da União Européia. Mas, no acordo de segunda-feira, não houve menção explícitaà presença das forças russas na Ossétia dp Sul e na outraregião separatista georgiana, a Abkházia, embora o Ocidentetenha exigido anteriormente que os militares russos retornem àposição que ocupavam antes do conflito. "As forças russas estão no território da Ossétia do Sul eda Abkházia atendendo um pedido dos presidentes e parlamentosdessas repúblicas e sob instruções do presidente russo", disseLavrov em entrevista coletiva. "Nos próximos dias um acordo deve ser assinado e ele darábase legal para a presença das forças russas. Elas ficarão lápor um longo tempo. Isso é necessário para impedir acontinuação da agressão georgiana." (Reportagem adicional de Francois Murphy in Tbilisi)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.