San Francisco vota transformação de Alcatraz em centro da paz

Prisão, que fechou suas portas em 1963, acolheu detentos conhecidos como Al Capone

EFE

05 de fevereiro de 2008 | 04h00

Os moradores de San Francisco deverão nesta terça-feira votar em uma proposta que pretende transformar a ilha de Alcatraz, famosa por acolher a prisão de segurança máxima, em um centro para a paz mundial. A proposta será votada junto a duas iniciativas para dedicar mais fundos aos parques da cidade e atrasar a idade de aposentadoria da Polícia. A votação coincide com as eleições primárias na Califórnia e em outros vários estados americanos. Seus defensores querem que a cidade de San Francisco compre Alcatraz do Governo federal e transforme esta pequena ilha "em um centro para a paz mundial". A "Fundação para a Paz Global", promotora da idéia, pretende derrubar a prisão federal, hoje em desuso e transformada em um ponto turístico, e construir no lugar um templo com uma grande cúpula dedicado à paz mundial.  A ilha de Alcatraz, situada na baía de San Francisco, recebe a cada ano quase 1,5 milhão de turistas que visitam principalmente a prisão abandonada, que acolheu conhecidos presos como Al Capone. O presídio fechou suas portas em 1963. Os porta-vozes do prefeito de San Francisco, Gavin Newsom, asseguraram que por enquanto a proposta não pode ser colocada em prática. "Apesar de o prefeito ser a favor da paz mundial, a Prefeitura atravessa uma crise de orçamento neste momento, portanto seria difícil reunir os fundos para comprar Alcatraz do Governo federal", disse um de seus porta-vozes.

Tudo o que sabemos sobre:
AlcatrazSan Francisco

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.