Senado americano rejeita proposta de acordo para elevar limite da dívida

Por 50 a 49, o plano do líder democrata não conseguiu os 60 votos necessários para avançar na Casa

Reuters

31 de julho de 2011 | 15h07

O Senado dos Estados Unidos rejeitou a proposta dos democratas para elevar o teto da dívida norte-americana, em votação neste domingo, 31. Por 50 a 49, o plano do líder democrata no senado, Harry Reid, não conseguiu os 60 votos necessários para avançar na Casa de 100 membros.

 

Na sexta-feira 29, o Senado, de maioria democrata, rejeitou uma proposta apresentada pelo republicano Boehner, de elevar o teto da dívida em US$ 900 bilhões e exigir cortes de despesas do governo no valor de US$ 2,4 trilhões nos próximos dez anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.