Senado dos EUA aprova acordo nuclear com a Índia

O Senado dos Estados Unidos deu na quarta-feira a aprovação final do Congresso a um acordo destinado a encerrar uma proibição de três décadas ao comércio nuclear com a Índia, numa vitória do governo de George W. Bush. A lei foi enviada para a sanção do presidente. A votação no senado antecede uma esperada visita da secretária de Estado, Condoleezza Rice, à Índia, no próximo final de semana. A Câmara dos Deputados já havia aprovado o pacto, que o governo Bush acredita assegurará uma parceria estratégica com a maior democracia do mundo, além de ajudar a Índia a atender sua crescente demanda por energia e abrir um mercado bilionário. Mas críticos dizem que o acordo traz sérios danos aos esforços globais para conter a proliferação das armas nucleares, ao permitir que os indianos importem combustível nuclear e tecnologia. O país já testou armas nucleares e jamais assinou o Tratado de Não-Proliferação. A Índia tem um grande déficit energético, e o acordo abre este mercado bilionário para companhias norte-americanas como a General Electric e a Westinghouse Electric, unidade da japonesa Toshiba.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.