Senado dos EUA confirma Geithner como secretário do Tesouro

Com 60 votos a favor e 34 contra, Geithner foi confirmado apesar de sua credibilidade ter sido questionada

Efe,

26 de janeiro de 2009 | 21h38

O Senado dos Estados Unidos acabou de confirmar Timothy Geithner, ex-presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) de Nova York, como novo secretário do Tesouro.   Veja também:  Especial: O time de Obama Com 60 votos a favor e 34 contra, o Senado confirmou Geithner no cargo, apesar de, durante o debate que antecedeu a aprovação, alguns democratas e republicanos terem questionado sua credibilidade pelo fato de não ter pagado a tempo os impostos que devia no início desta década.   Geithner, 47 anos, deveria ter sido empossado rapidamente para ajudar nos esforços do presidente Barack Obama para estabilizar uma economia enfraquecida.   Nas próximas semanas, ele deve divulgar reformas no programa de socorro norte-americano de 700 bilhões de dólares para providenciar mais apoio aos mercados imobiliário e de crédito, e possivelmente um novo esforço para absorver ativos problemáticos de bancos.   (Com Reuters)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.