Senadores celebram premiação de Obama com o Nobel da Paz

"Nos mostra que os discriminados precisam apenas de espaço para mostrar o quanto podem fazer", disse Paim

Agência Senado,

09 de outubro de 2009 | 12h10

Durante a sessão desta sexta-feira, 9, e por meio de redes sociais como o Twitter, senadores brasileiros comentaram a escolha do presidente norte-americano, Barack Obama, para o prêmio Nobel da Paz em 2009. O senador Paulo Paim (PT-RS) foi o primeiro a parabenizar o presidente norte-americano e disse ver, com orgulho, mais este capítulo da história ser escrito.

 

Veja também:

linkNobel da Paz para Obama 'consagra o retorno da América'

linkNobel para Obama é visto como estímulo, mas gera controvérsia

forum Enquete: Obama mereceu o Nobel da Paz?

video  Vídeo: anúncio do Nobel em Oslo

mais imagens Fotos: Veja a trajetória de Barack Obama

blog Blog do Piza: Escolha de Obama como Nobel é feliz

blog Blog do Gustavo Chacra: Nobel com duas guerras nas costas

blog Leia repercussão da escolha de Obama no mundo

lista Leia tudo o que foi publicado sobre Barack Obama

 

"Além de termos tido o primeiro presidente negro eleito na maior potência mundial, em menos de um ano, ele já representa aquilo que o mundo todo quer: a paz, a conciliação. Isso tem uma enorme simbologia para nós, que combatemos os preconceitos. Nos mostra que os discriminados precisam apenas de espaço para mostrar o quanto podem fazer. Temos certeza de que os tambores que rufaram no dia de sua eleição, voltam a rufar hoje" afirmou Paim em plenário.

 

Na rede social Twitter, por volta das 10h30, o senador Cristovam Buarque (PDT-DF) disse: "Obama merecia. Pela efeito de sua eleição, por medidas de desarmamento e pelos programas sociais".

 

Mais tarde no plenário, o senador Mão Santa (PSC-PI), considerou "um orgulho" a premiação de Obama. Mão Santa discursava sobre a importância dos cidadãos aposentados e lembrou que Barack Obama foi criado pelos avós.

 

"Vamos dar o direito dos nossos idosos, dos nossos avós, terem a dignidade, a satisfação e a felicidade dos avós de Barack Obama e o direito de os seus netos terem a grandeza de Barack Obama para fazer a grandeza desse País", disse.

 

O anúncio da premiação foi feito nesta sexta-feira (9), em Oslo, na Noruega, pelo comitê do Nobel. Obama foi escolhido por fazer apelos em favor do desarmamento nuclear e por seu trabalho pela paz mundial.

 

Barack Obama assumiu a presidência dos Estados Unidos no dia 20 de janeiro deste ano e é o primeiro afro-americano a presidir os EUA. Os vencedores do Nobel receberão o equivalente a 1,4 milhão de dólares, a serem entregues no próximo 10 de dezembro.

Tudo o que sabemos sobre:
senadoresBarack ObamaNobel da Paz

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.