Situação é normalizada após alerta de segurança em entrada da Casa Branca

Funcionários da Casa Branca e jornalistas não foram autorizados a entrar pelo portão noroeste

REUTERS

04 de agosto de 2014 | 11h20

O Serviço Secreto dos Estados Unidos interditou a Avenida Pennsylvania em frente à Casa Branca, na manhã desta segunda-feira, e fechou uma das entradas ao local por mais de uma hora depois que um cão farejador de bombas alertou sobre um carro suspeito estacionado nas proximidades.

Um porta-voz do Serviço Secreto disse mais tarde que a situação havia voltado ao normal, indicando não haver perigo.

Pedestres foram informados pelo Serviço Secreto e pela polícia que a área estava fechada. Funcionários da Casa Branca e jornalistas não foram autorizados a entrar na Casa Branca pelo portão noroeste, mas alguns funcionários foram autorizados a usar o portão leste.

O fechamento da Avenida Pennsylvania, que é aberta apenas para o tráfego de pedestres e veículos oficiais no quarteirão da Casa Branca, aconteceu após um cão farejador de bombas alertar policiais sobre um carro estacionado na garagem do vizinho New Executive Office Building, disse um porta-voz do Serviço Secreto.

Policiais do Distrito de Columbia estavam examinando o carro.

Mais cedo, as autoridades haviam dito que o fechamento foi motivado por um pacote abandonado.

(Reportagem de Mark Felsenthal)

Tudo o que sabemos sobre:
EUACASABRANCAALLCLEAR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.