Esteban BIBA / POOL / AFP)
Esteban BIBA / POOL / AFP)

Sobe para 27 o número de mortos pela tempestade Eta na Guatemala

Um alerta foi emitido pelo Centro Nacional de Furacões dos EUA; tempestade chega à flórida na tarde deste domingo, 8

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de novembro de 2020 | 13h05

A Guatemala aumentou para 27 o número de mortos causados pela tempestade tropical Eta. Ainda neste domingo, 8, as autoridades estão em busca de 103 pessoas desaparecidas no norte do país. O Coordenador Nacional de Redução de Desastres da Guatemala (Conred) destacou em sua última atualização sobre os danos do Eta que, além das mortes e desaparecimentos, pelo menos nove pessoas foram feridas por deslizamentos e inundações em todo o território. 

Agora a tempestade, que também devastou partes da Nicarágua, Honduras e outros países da América Central, atingiu o centro da costa sul de Cuba na manhã deste domingo e deve produzir tempestades perigosas e inundações repentinas na Flórida, como informou o Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos.

De acordo com o último boletim da agência americana, emitido às 7h (hora local), o fenômeno meteorológico gerou ventos máximos sustentados de 95 km/h. Na trajetória prevista, o centro de Eta se moverá pelo centro-leste de Cuba nas próximas horas e depois até o Estreito da Flórida, onde se fortalecerá nas águas quentes desta área. Quando atingir a Flórida, a tempestade pode estar próximo do estado de furacão, com ventos máximos sustentados de 112 km/h.

A região pode começar a sentir os "ventos prejudiciais" de uma tempestade tropical no início da tarde deste domingo. 

O governador da Flórida, Ron De Santis, declarou estado de emergência nos condados do sul do estado na tarde de sábado, 7, enquanto os moradores celebravam ou protestavam na chuva os resultados das eleições que deram a vitória ao democrata Joe Biden.

South Florida Keys vai suspender as aulas na segunda-feira, 9, os locais de teste da covid-19 foram temporariamente fechados e as autoridades abriram abrigos e começaram a distribuir sacos de areia para os residentes para proteger suas casas das enchentes.

Todo o sul da Flórida, de Bonita Beach, na costa oeste, a Deerfield Beach, na costa leste, passando por Miami e Fort Lauderdale, estava sob alerta de furacão neste domingo.

A área também está sob um alerta de "tempestade perigosa", já que o nível do mar pode subir entre 60 e 120 cm, enquanto as chuvas podem atingir no máximo 450 mm em algumas áreas. /EFE e AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.