Soldados dos EUA serão enviados para a fronteira com o México em agosto

Até setembro, governo quer os 1.200 militares adicionais operando no sul do país

estadão.com.br

19 de julho de 2010 | 14h50

WASHINGTON - Os EUA começarão a enviar soldados para a fronteira do país com o México no dia 1º de agosto, informou nesta segunda-feira, 19, a secretária de Segurança Doméstica, Janet Napolitano, segundo a agência de notícias AFP. Serão enviados 1.200 militares adicionais para lutar contra o narcotráfico e contra a imigração ilegal.

 

O governo espera que as forças adicionais da fronteira estejam completamente operantes até setembro. Os militares permanecerão na região no por um ano, enquanto a gestão de Barack Obama reforça a Patrulha da Fronteira, explicaram funcionários da Casa Branca.

 

"Estes soldados proverão apoio aos agentes federais que trabalham em áreas de alto risco para combater organizações criminosas que buscam introduzir pessoas e bens ilegalmente no território americano", disse Janet, citada em um comunicado.

 

O envio dos 1.200 soldados havia sido anunciado por Obama em maio, depois de várias solicitações das autoridades dos Estados que fazem fronteira com o México por conta do aumento da violência no país vizinho.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAMéxicofronteira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.