Twitter @Nasa/ Reprodução
Twitter @Nasa/ Reprodução

SpaceX lança 1ª cápsula projetada para tripulação rumo à Estação Espacial

Objetivo é demonstrar segurança da nave para o programa de tripulação comercial da Nasa

EFE, O Estado de S.Paulo

02 de março de 2019 | 07h19

MIAMI - A companhia SpaceX lançou neste sábado, 2, sua primeira cápsula não tripulada com destino à Estação Espacial Internacional (ISS, em inglês). A cápsula Crew Dragon, uma versão melhorada do módulo de carga Dragon, decolou desde a histórica plataforma 39A do complexo de Cabo Canaveral, a mesma do lançamento das missões lunares do programa Apolo.

"Decolou! O próximo grande salto em um novo capítulo dos sistemas de voos espaciais humanos dos Estados Unidos deixou a plataforma", escreveu a Nasa em sua conta do Twitter, pela qual transmitiu ao vivo o lançamento.

O objetivo da Demo Mission-1 (DM-1), que é um voo de teste sem tripulação a bordo, é demonstrar a capacidade da SpaceX para viajar de forma segura e confiável para e desde a ISS, como parte do programa de tripulação comercial da Nasa, segundo a companhia aeroespacial fundada por Elon Musk que receberá US$ 2,6 bilhões pelo contrato que tem com a Nasa.

Desde 2011, quando a Nasa finalizou o lançamento das suas naves, os EUA tiveram que recorrer à Soyuz russa para enviar astronautas à ISS, um acordo pelo qual pagava a Moscou cerca de US$ 80 milhões por assento.

Essa embaraçosa situação para uma potência especial pode mudar se esta missão se sair bem, já que a Nasa poderia aprovar o uso regular do sistema para o envio de astronautas ao espaço.

O administrador da Nasa, Jim Bridestine, afirmou pelo Twitter que este "bem-sucedido lançamento aproxima outra vez astronautas americanos, voando em foguetes americanos, decolando de solo americano. Parabéns às equipes de @SpaceX e @NASA por este importante marco na nossa história".

Dentro da cápsula vai um manequim vestido com traje de astronauta similar ao que a SpaceX enviou ao espaço em 2018 sentado em um automóvel esportivo a bordo do foguete Falcon Heavy.

Se tudo correr como o previsto, em abril próximo a SpaceX fará um novo teste de voo para verificar o funcionamento de um sistema de emergência e, meses mais tarde, transportará pela primeira vez dois astronautas da Nasa até a ISS, onde permanecerão duas semanas. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.