Surto de meningite nos EUA chega a 91 casos e 7 mortes

Autoridades da área de saúde nos Estados Unidos divulgaram no domingo mais 27 casos de uma epidemia de meningite fúngica ligada a injeções de esteroide que já matou sete pessoas e registrou 91 infecções em nove estados

Reuters

07 de outubro de 2012 | 18h01

O Centro para o Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC, em inglês) relatou um novo total de 91, ante 64 casos registrados até sábado. A maior parte dos novos casos foi relatada em Michigan, onde o total aumentou de cinco para 20. O total na Virgínia cresceu de 11 para 18.

O surto vem alarmando as autoridades da área de saúde nos Estados Unidos e concentra a atenção sobre a regulamentação de empresas de formulação farmacêuticas como a que produziu as drogas, a New England Compounding Center Inc. em Framingham, Massachusetts.

A empresa vendeu 17.676 frascos do asteroide acetato de metilprednisolona para 76 instalações em 23 Estados de julho a setembro, disse o Departamento de Saúde de Massachusetts.

O asteroide é usado como analgésico, geralmente para as costas, e pode ter sido injetado em milhares de pacientes, disseram as autoridades.

A meningite é uma infecção das membranas que cobrem o cérebro e a medula espinhal, e pacientes afetados mostram vários sintomas de uma a quatro semanas depois de tomar as injeções em questão.

(Por Tim Ghianni)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAMENINGITE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.