Temendo atentados, EUA ampliam restrições a cargas

O governo Obama proibiu na segunda-feira todo o transporte de cargas da Somália para os Estados Unidos, ampliando as restrições adotadas inicialmente contra o Iêmen por causa da tentativa de envio de pacotes-bomba a partir desse país.

REUTERS

08 de novembro de 2010 | 19h38

A Al Qaeda da Península Arábica assumiu a autoria pela frustrada tentativa de despachar os explosivos dentro de cartuchos de impressora, que foram interceptados há duas semanas pelas autoridades na Grã-Bretanha e em Dubai.

"As ameaças de terrorismo que enfrentamos são sérias e estão em evolução, e essas medidas de segurança refletem nosso compromisso em usar a inteligência atual para ficar à frente dos adversários", disse em nota a secretária de Segurança Doméstica dos EUA, Janet Napolitano.

(Reportagem de Jeremy Pelofsky)

Tudo o que sabemos sobre:
EUACARGASRESTRICOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.