Gastón De Cardenas/Efe
Gastón De Cardenas/Efe

Tempestade Isaac passa pela Flórida e segue rumo ao Golfo do México

Fenômeno tropical pode se tornar um furacão de categoria 2, segundo meteorologistas; convenção republicana para anunciar candidatura de Mitt Romney foi adiada para a próxima 3ª

Estadão.com.br com agências internacionais,

26 de agosto de 2012 | 19h35

A tempestade tropical Isaac passou neste domingo, 26, pelo sul da Flórida, na região dos Cayos, reduzindo o nível de alerta no Estado e seguindo rumo ao norte do Golfo do México. As regiões da costa da Louisiana, do Mississippi e do Alabama já estão alerta para a passagem da tormenta, que avança com ventos de 100 quilômetros por hora, segundo informações do Centro Nacional de Furacões (CNH). 


A cidade de Tampa, situada na costa oeste da Flórida, ainda está ameaçada pelos ventos e as chuvas torrenciais, de acordo com dados do CNH, que indicam que 'Isaac' segue na direção oeste-noroeste. A previsão é de que a tormenta se torne um furacão de categoria 2 nesta próxima terça ou quarta, em alguma região entre a Flórida e a Luisiana. "Um certo fortalecimento está previsto para as próximas 48 horas, de forma que 'Isaac' pode se converter em um furacão dentro de um ou dois dias", afirmam especialistas do órgão meteorológico.


Por conta da passagem do fenômeno tropical, a convenção republicana que ocorreria na Flórida para anunciar formalmente a candidatura do ex-governador de Massachusetts, Mitt Romney, à presidência da república dos Estados Unidos foi adiada para a próxima terça-feira.


No Haiti, a tempestade Isaac deixou oito mortos, entre eles uma menina de 10 anos, e milhares de desabrigados. Já na República Dominicana, as autoridades anunciaram que duas pessoas morreram ao tentar atravessar um rio em um povoado próximo a Santo Domingo e cerca de 13 mil de várias regiões perto da capital estão desabrigadas. O fenômeno tropical Isaac também passou por Cuba, mas não deixou mortos ou feridos, nem danos graves. 

 

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.