Tempestade rara leva gelo e neve para o sul dos EUA

Uma rara tempestade de neve, granizo e gelo atingiu o sul dos Estados Unidos nesta terça-feira, levando os moradores, acostumados a um clima mais ameno, a se abastecerem de itens adequados para o frio e enfrentarem estradas perigosamente escorregadias.

COLLEEN JENKINS, Reuters

28 de janeiro de 2014 | 19h38

A onda de frio na região sul é parte de uma frente ártica que deixou boa parte do nordeste e das planícies do norte em estado de alerta para o risco de ventos perigosos. As temperaturas em partes dessas regiões poderão chegar a 34 graus Celsius negativos nesta terça-feira, segundo o Serviço Meteorológico Nacional.

Escolas e repartições públicas em uma vasta faixa do país ficaram fechadas. Companhias aéreas cancelaram ou adiaram milhares de voos, e as autoridades fecharam estradas quando as condições pioraram.

Os Estados da Carolina do Norte e Carolina do Sul devem ter a maior quantidade de neve, e a previsão é de que o acúmulo mais pesado de gelo ocorra do Estado da Louisiana às Carolinas, disse o Serviço.

O prognóstico é de que as temperaturas continuem entre 10 e 20 graus mais frias do que o normal em boa parte do leste do país. Na capital, Washington, a pista de patinação da Galeria Nacional foi fechada. Funcionários disseram que estava muito frio para os patinadores ficarem do lado de fora sobre o gelo.

Tudo o que sabemos sobre:
EUANEVERARASUL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.