Tempestades matam cerca de 12 pessoas no centro dos EUA

Enchentes já mataram mais de 20 no Texas e em Oklahoma e expulsaram centenas de pessoas de suas casas

REUTERS

23 de agosto de 2007 | 14h54

Fortes tempestades atingiram áreas docentro dos Estados Unidos pelo quinto dia seguido naquinta-feira, e a região combatia as enchentes que jáexpulsaram centenas de pessoas de suas casas. Segundo a imprensa local, até 12 pessoas podem ter morridoem consequência direta ou indireta das chuvas. Entre os mortosestão dois adultos e duas crianças que foram eletrocutados emWisconsin num ponto de ônibus, na quarta-feira, por umrelâmpago. Há poucos dias, as chuvas que atingiram o Texas e Oklahomapor causa da tempestade tropical Erin já tinham matado mais de20 pessoas. A área em torno de Findlay, no noroeste de Ohio, estavaentre as mais atingidas, embora o rio Blanchard estivessecomeçando a recuar depois de ter atingido níveis recordes, demais de 2 metros acima do leito. Mas o Serviço Nacional de Meteorologia emitiu um alerta deenchente para os condados da área, porque as tempestadescontinuam se formando. Segundo a Agência de Emergência de Ohio, alguns moradoresda área de Findlay poderão ir para casa na quinta-feira paraavaliar os prejuízos. Nove condados de Ohio declararam estadode emergência. "A situação das enchentes agravou-se em Ottawa (a oeste deFindlay). As águas subiram mais 30 cm durante a noite, e boaparte de Findlay ainda está debaixo d''água neste momento, jáque a água não está recuando muito rápido", disse Tom Hunter,porta-voz da agência. De acordo com ele, um idoso morreu intoxicado por fumaçadepois que a enchente derrubou um recipiente de gasolina eprovocou um incêndio. "Infelizmente, a previsão do tempo ainda diz que há chancede chover boa parte do resto da semana, mas estamoscautelosamente otimistas de que o pior tenha passado", disseHunter. Também havia alertas de enchente em partes de Iowa,Illinois e Indiana, depois das chuvas que acumularam mais de12,5 cm de água em áreas já bastante inundadas. Osmeteorologistas advertiram sobre a possibilidade de grandesinundações ao longo do rio Des Moines e na área de Fort Dodge,no noroeste de Iowa. (Reportagem adicional de Andrea Hopkins em Cincinnati)

Tudo o que sabemos sobre:
CLIMAEUAENCHENTEMATA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.