Tesouro dos EUA quer mais poder para o Fed

Objetivo é aumentar o alcance nos mercados financeiros de todo o mundo

Efe,

29 de março de 2008 | 01h24

O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos vai propor na segunda-feira que o Congresso outorgue ao Federal Reserve (Fed, o banco central americano) um amplo poder para assegurar a estabilidade dos mercados financeiros, disse o jornal The New York Times em sua página de internet.     Veja também:Cronologia da crise financeira  Entenda a crise nos Estados Unidos    . Bush prepara socorro a mutuáriosA publicação assinalou que a proposta será colocada pelo secretário do Tesouro, Henry Paulson, na divulgação de um projeto regulador que seria "vital" para resolver os problemas que ficaram expostos com a atual crise hipotecária. O plano daria ao Fed poder sobre Wall Street, mas só quando as práticas de um banco de investimentos ameacem todo o sistema financeiro, antecipou o jornal. Segundo os analistas, as normas pouco estritas para o mercado financeiro teriam permitido a aquisição de créditos indevidamente documentados durante os anos de auge do mercado imobiliário. A execução desses empréstimos morosos foi o principal fator de uma crise que ameaça a economia com a recessão, segundo assinalam. Nesse sentido, o plano propõe que o Fed tenha autoridade para exigir informação de todos os agentes dos mercados financeiros, assim como o direito de colaborar com outros reguladores na formulação das normas que deverão ser acatadas pelas empresas e as Instituições. Caso seja determinado que as ações de alguns desses participantes ou agentes do mercado representam um risco para todo o sistema financeiro ou para a economia, "o Fed deverá ter autoridade para exigir medidas corretivas que resolvam os riscos ou limitem esses riscos", segundo um resumo da proposta divulgada pelo New York Times. A proposta de Paulson começou a ser formulada no ano passado, antes do surgimento da crise imobiliária, com o propósito de aumentar a competitividade dos mercados financeiros. "Não sugiro que a resposta seja mais regulações, ou que as regulações mais efetivas possam evitar períodos de angústia nos mercados financeiros que parecem ocorrer de cada 5 a 10 anos", disse Paulson. "Estou sugerindo que devemos e podemos ter uma estrutura que seja criada para o mundo em que vivemos, uma que seja mais flexível", finalizou o secretário do Tesouro.

Tudo o que sabemos sobre:
Fedcrise nos EUATesouro dos EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.