Tiroteio em escola primária nos EUA deixa vários mortos, diz jornal

Um atirador abriu fogo nesta sexta-feira em uma escola primária em Newtown, no Estado norte-americano de Connecticut, causando várias mortes, incluindo a de crianças e do atirador, informou o jornal local Hartfort Courant.

Reuters

14 de dezembro de 2012 | 15h15

Entre os mortos estão alunos da escola, de 5 a 10 anos de idade, disse o Courant.

O atirador, um adulto, foi morto e dois revólveres foram recuperados do local do incidente, informou a NBC News, sem citar a fonte.

O hospital Danbury recebeu três pacientes oriundos da escola, disse uma porta-voz do hospital à NBC Connecticut.

Imagens de TV mostraram a polícia e ambulâncias no local do tiroteio, e pais correndo em direção a escola.

O hospital Danbury, cerca de 18 quilômetros a oeste da escola, foi posto em alerta para receber possíveis vítimas, disse um porta-voz do hospital à Reuters.

A polícia do Estado de Connecticut disse que seus homens estavam no local com a polícia da cidade, mas não forneceu detalhes adicionais. A chamada de emergência para a polícia ocorreu às 09h41 (horário local), segundo a polícia estadual.

Newtown, com uma população de cerca de 27.000 pessoas, fica no condado de Fairfield, no norte do Estado, cerca de 70 quilômetros a sudoeste de Hartford e 130 quilômetros a nordeste de Nova York.

Os Estados Unidos já tiveram uma série de tiroteios em locais públicos este ano. Mais recentemente, um atirador abriu fogo em um shopping center do Oregon, matando duas pessoas, e depois se suicidou, na terça-feira.

O pior ataque ocorreu em julho em uma sessão da meia-noite de um filme de Batman, no Colorado, que matou 12 pessoas.

(Reportagem de Dan Burns e Paul Thomasch)

Mais conteúdo sobre:
EUAESCOLATIROSMORTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.