Tiroteio em festa deixa 3 mortos em Los Angeles

Segundo polícia local, troca de tiros deixou clientes de restaurante presos no fogo cruzado; 12 pessoas ficaram feridas

O Estado de S. Paulo

16 Outubro 2016 | 18h25

LOS ANGELES - Um tiroteio durante uma festa de aniversário em um restaurante jamaicano na madrugada de ontem deixou 3 mortos e 12 feridos em Los Angeles. Segundo a polícia, cerca de 50 pessoas estavam no local quando começou uma discussão generalizada. Três homens, segundo relatos, deixaram o estabelecimento e voltaram armados. Eles começaram a atirar contra um grupo, que respondeu ao fogo pesado. Muitos clientes ficaram presos no fogo cruzado. A troca de tiros continuou por mais alguns instantes na rua, antes da chega da polícia – ao todo, 50 policiais e bombeiros foram mobilizados.

“O cenário é de terror. Há pedaços de cápsulas de munição espalhados por todos os lados”, disse o sargento Frank Preciado, da polícia da cidade, ao jornal Los Angeles Times. “Quando chegamos, havia três mortos e um monte de gente desesperada, correndo sem direção.”

Os feridos foram levados para cinco hospitais da região, o que dificulta a contagem exata de feridos, segundo o sargento Thomas Bojorquez. Fontes médicas informaram que ao menos dois feridos estão em estado grave, o que pode aumentar o número de vítimas nas próximas horas.

Investigação. Duas pessoas foram detidas – um homem e uma mulher –, mas a polícia ainda busca pelo menos outros dois suspeitos envolvidos e só daria mais detalhes sobre a razão da troca de tiros após ouvir testemunhas do tiroteio. Aparentemente, ainda de acordo com a polícia, as primeiras investigações apontam para um caso de violência entre gangues.

Após anos em declínio, os índices de homicídio aumentaram rapidamente em Los Angeles desde janeiro. Até julho, a criminalidade na cidade havia crescido 6,3% com relação ao mesmo período no ano passado.

Entre os crimes responsáveis pela deterioração no índice de segurança pública da cidade estão as agressões (19,2% a mais do que o primeiro semestre de 2015) e os assaltos (16,8%). O bairro de West Adams, onde ocorreu a troca de tiros ontem, havia registrado 109 ocorrências de crimes violentos, mas nunca um tiroteio dessa magnitude. “Estou chocado com a notícia”, disse à rede CBS Trason Leslie, vizinho do restaurante. “Aqui na região não costumamos ter problemas desse tipo.”

Invasão. Ontem, uma pessoa invadiu a mansão da modelo Miranda Kerr em Malibu, norte de Los Angeles. Um segurança foi esfaqueado, mas conseguiu acertar vários disparos no invasor, incluindo um na cabeça. O suspeito está em estado grave. A polícia informou que a modelo não estava em casa e acredita que o caso seja uma tentativa de roubo.

Mais conteúdo sobre:
Los Angeles TimesLos Angeles

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.