Tiroteio em Washington deixa quatro mortos e cinco feridos

Polícia suspeita que ataque envolva conflitos entre gangues de região violenta da cidade

Associated Press

31 de março de 2010 | 08h55

  WASHINGTON - Quatro pessoas morreram e outras cinco ficaram feridas em um tiroteio em Washington na noite da terça-feira, 30, disseram autoridades locais. Segundo as fontes, três suspeitos de estarem no carro que abriu fogo contra os civis foram detidos.

 

O episódio ocorreu por volta das 19h30 locais (8h30 em Brasília) na região sudeste da capital americana. Segundo Pete Piringer, porta-voz do Corpo de Bombeiros, todas as vítimas têm entre 20 e 30 anos, com exceção de um adolescente. Uma delas morreu no local, enquanto outra morreu a caminho do hospital e as outras duas faleceram enquanto recebiam atendimento médico no Hospital Central de Washington.

 

Três pessoas foram presas e um arma apreendida, segundo a Polícia. De acordo com o jornal americano Washington Post, as autoridades perseguiram uma van com a ajuda de um helicóptero. A perseguição deixou quatro oficiais feridos.

 

Cathy Lanier, chefe da Polícia Metropolitana, acredita que o tiroteio seja fruto do conflito entre gangues. "Fizemos muitos progressos para acabar com a retaliação e a violência entre gangues e, ao que parece, foi exatamente isso que ocorreu", disse.

 

O ataque ocorreu em uma região de Washington que enfrenta problemas com o crime, mas os moradores locais disseram que "não acham a área um local ruim para viver". No ano passado, a capital dos EUA registrou 143 homicídio, o menor índice em quase 50 anos.

Tudo o que sabemos sobre:
tiroteioWashigntonEUAviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.